segunda-feira, março 14, 2011

DALVA SAUDO - *INTERVALOS*

INTERVALOS DAS TRISTEZAS
Dalva Saudo

Resumo: 
O que sabem sobre minhas alegrias, dores e temores? NADA!
Todos me conhecem apenas nos intervalos!

       
OS QUE ME DESCONHECEM, DIZEM QUE ME CONHECEM!!!
        QUE SOU ALEGRE!!! FESTIVA!!!

        DIZEM...
        PORQUE SÓ ME VEEM NOS ENSAIOS DOS INTERVALOS.

        INTERVALOS -- DE UMA PARA OUTRA SOLIDÃO SEM ESPERANÇA.
        INTERVALOS -- ENTRE UMA E OUTRA AMARGA LEMBRANÇA.

        HÁ PESSOAS QUE SÓ ME RECONHECEM NOS INTERVALOS!


        INTERVALOS -- DAS FASES, PSICOSES, METAMORFOSES.
        INTERVALOS -- DOS MEDOS, DAS ESTÁTICAS POSES NO ÔNIBUS 212
        ONDE CADA QUAL ESTÁ NO VENTO DOS PRÓPRIOS PENSAMENTOS.
 
        ÀS VEZES PENSO QUE SERIA DE GRANDE VALIA
        VOCÊ ESTAR AQUI PARA ME FAZER COMPANHIA

        MAS... VOCÊ PARTIU PARA A ÚLTIMA VIAGEM!!!
        ESTÁ EM OUTRA PAISAGEM!!! 

        

4 comentários:

Rosana Montero Cappi disse...

Querida estrela Dalva,
Você é assim como uma partitura musical, com pauta, compassos, notas, acordes e intervalos.
Sem qualquer um desses componentes não há música.
Assim é você, a quem conhecemos aos poucos, a cada intervalo uma respiração, uma reflexão, uma inspiração, uma pausa, um poema, um pouco de você,um novo brilho de estrela e a composição é uma bela melodia chamada Dalva.
Beijos
Rosana

Dalva Saudo, administradora do blog do CPAC disse...

Rosana:

QUE LINDO! QUE POESIA!
LINDA ALMA A SUA!
VOCÊ ME EMOCIONOU. SE TEM UM ÓRGÃO NO MEU CORPO QUE FUNCIONA MUITO BEM É O CANAL LACRIMAL! CHOREI DE FELICIDADE!

Augusta Schimidt disse...

Dalva, você é um Despertar...

Estrela Dalva da manhã rainha,
Desperta o dia...
E junto com a aurora
Busca o sol atrás dos montes
Sopra o vento do horizonte
Bailam pássaros a buscar água da fonte
Começa o dia...

Um despertar de alegrias e emoções, de carinho, amizade e respeito.
Coisa boa foi conhecer você, estar com você, dividir com você as emoções do dia.
Obrigada Estrela Dalva da Manhã Rainha.
Beijos
Augusta

DALVA SAUDO disse...

Outra linda poesia!
Obrigada Augusta!