terça-feira, abril 19, 2011

Dalva Saudo > Amor, Vida e Morte

Foto: Dalva Saudo

Na vida te amei tanto! Eras meu oxigênio, 
Minha existência, 
Meu ponto de referência. 

Esse amor foi se consumindo, sumindo...
Como uma vela em chamas se apagando!

Nosso amor morreu em vida
Não esperou a morte chegar! E quando ela chegou…
Já não tinha lágrimas p’ra derramar!


Meus olhos estavam secos de tantas já derramadas! 
Se tu tivesses partido no auge da louca paixão,
Não sei se suportaria… tanta dor no coração.

2 comentários:

Regina Gois disse...

Que lindo!
O que realmente importa é que você
amou e foi amada. Poucos sabem o que é isso.
Beijos

Regina Gois disse...
Este comentário foi removido pelo autor.