segunda-feira, maio 23, 2011

Dalva Saudo >Plural de sentimentos



O astral das minhas emoções
Está no PLURAL em meu coração.

Se sou elogiada...
Ressoam - me 
Bravos de uma seleta platéia
Ovacionando-me 

Se sou ofendida... não entendida...
Ouço gritos na voz...
Que se excede... o quanto me é inimaginável
Num sofrimento atroz !!!

Quando os cientistas inventarão
Uma película para proteger meu coração,
Cujo sangue da emoção não é bombeado,
Mas sim bombardeado?

As alegrias... as tristezas...
Conheço-as quase sempre no plural!


Um comentário:

Regina Gois disse...

Parabéns pelos versos. O Poeta é assim, sente tudo com muita intensidade.
Um forte abraço